Rita Santos Marques, a mãe dos quatro! – a nossa mãe é enfermeira

Rita Santos Marques, a mãe dos quatro!

By

Rita,muito obrigada por teres aceite o meu convite!

Como mãe de uma família numerosa, gostava de falar um pouco sobre este tema aqui na plataforma, e achei que de facto és a pessoa mais indicada para esta partilha, pelo teu percurso, por tudo o que partilhas diáriamente connosco e principalmente pela pessoa gira que és, por dentro e por fora! (é cliché mas é verdade!!)

Ser mãe de quatro é uma grande aventura, diz-me, o que consideras mais difícil na gestão do dia-a-dia?

As necessidades diferentes que todos têm ao mesmo tempo e que consideram que são prioritárias, urgentes e que só eu as posso satisfazer… Dói muito passar por isto! Tem dias que explico calmamente que não consigo atender a todos ao mesmo tempo, tem outros dias que digo o mesmo mas aos gritos e cuspir-me toda… Qual das formas resulta melhor? Nenhuma! Continua tudo na mesma… Também me custa a sujidade e desorganização constantes. Não consigo aceitar e, como tal, desgasto-me muito numa luta que sei que é inglória mas que não consigo desistir dela…

Sei que as coisas em Portugal tem passado por fases complicadas com a Troika e os preços que não param de aumentar. Tens alguma estratégia para conseguir que o orçamento familiar não fique todo no supermercado?

Não! De facto, a grande, grande, grande maioria do nosso rendimento financeiro é entregue semanalmente e desalmadamente ao supermercado…

E em Portugal há apoios para as famílias numerosas?

Para a minha família não… aos olhos do estado, somos ricos!

E a escola? O que achas do ensino em Portugal? As crianças têm tempo para “ser criança”?

As crianças, em Portugal, não tem tempo, nem espaço, nem direito a serem apenas e só o que quiserem ser…

Vivi em Portugal até há 6 anos atrás, e depois de ver outras culturas e de perceber que afinal é possível sim, não tornar os miúdos “escravos da escola”, fico triste em perceber que muito pouco (ou nada!) mudou desde que saí… 
Agora falemos das tarefas domésticas… consegues que todos participem ou sobra sempre para a mãe?

Eu conseguir consigo, mas à custa de muito esforço… Acabo por desistir e fazer eu quase tudo. Mas há conquistas! Os mais velhos põem a mesa, ajudar a levantá-la, arrumam os quartos, as mochilas, organização a sua roupa. Os mais novos arrumam o quarto, comem e vestem-se sozinhos, levantam o seu prato… e pouco mais…

Sentes que é muito mais difícil ser mãe de quatro do que de dois ou de três, ou também és da opinião que a seguir ao segundo estamos prontas para tudo?

Eu acho que a ideia de que quem cria 2 cria 3, e por aí fora, é um mito malvado! Uma falácia! Eles são todos tão diferentes, têm necessidades tão únicas e nunca me senti pronta para tudo. Por outro lado, não sei se é mais fácil a vida de uma mãe de 1 ou 2 em relação a uma mãe de uma família numerosa… Depende de tanta coisa, é tão relativo. Conclusão, não concordo com nada!

Para terminar, o que é para ti ser A Mãe dos quatro?

Ser mãe dos meus quatro é acordar a achar que sou a melhor mãe do mundo e deitar-me confiante que sou péssima mas que vale a pena acordar no dia seguinte e esforçar-me “cumó” caneco para fazer melhor!

Obrigada, doce Cátia!

Rita, eu é que agradeço a tua disponibilidade, é sempre um prazer conversar contigo! E na próxima vez que for a Lisboa, não nos livramos do café e de uma boa conversa no mundo real!!

 

Assim vai a vida… à conversa com Rita Santos Marques, a mãe dos quatro!

You may also like

2 Comments
  1. Monica Chantre 1 mês ago
    Reply

    Suas queridas!
    Um dia bebemos um chá e comemos queijadas aqui no 8Oitenta, sim?
    Beijos às duas

    • Catia Godinho 1 mês ago
      Reply

      Sim sim sim!!!

Leave a Comment

Your email address will not be published.

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!