Exaustão materna – a nossa mãe é enfermeira

Exaustão materna

By

Ontem partilhei na página do facebook uma BD que fala sobre a “carga mental” nas mulheres. Carga mental é, por exemplo,  aquilo que nos faz acordar a meio da noite e ter dificuldade em voltar a adormecer, pois começamos a planear mentalmente tudo o que temos para gerir no dia seguinte.

Ontem foi um dia particularmente dificil por aqui, em que eu além de me sentir exausta tinha imensas coisas para fazer, e “imensas coisas para fazer” + 3 miudos para cuidar e “vigiar”, não costuma dar bom resultado.

Eu tinha coisas para fazer em casa, os miudos queriam brincar no jardim. O problema é que o jardim ainda não tem o nivel de segurança suficiente para eles poderem estar fora a brincar sozinhos: não é vedado, tem escadas – que da ultima vez valeram uma noite no hospital ao Francisco que decidiu desce-las de triciclo – entre outros perigos potenciais.

Por isso, eu tinha de fazer tudo ao mesmo tempo que vigiava os miudos, e tenho de admitir que ao final do dia me senti completamente ultrapassada por toda a pressão que coloquei em mim própria.

Acabei por descarregar a minha frustração nos miudos, ficando ainda mais frustrada.

Há dias, em que ser a mãe que queremos ser é das tarefas mais dificeis do mundo…

Assim, hoje trago-vos uma curta metragem sobre a exaustão materna, e acho que ontem me senti mais ou menos como esta mãe…

Assim vai a vida… aos olhos de uma mãe!

You may also like

4 Comments
  1. sonhodeumavida 9 meses ago
    Reply

    O desabafo é real, o filme, lindo! No entanto, não precisa ser desta forma. Qual a lição a tirar do filme; qual a mensagem que é sugerido? Delegar tarefas; partilhar com os filhos, que somos uma equipa e que podemos ter tempo para tudo; e que o perfeccionismo nem sempre ajudar, neste caso, querermos fazer tudo. quantas mães guardam tempo para elas próprias? Tenho a certeza que algumas o conseguem; têm o segredo. bjs violetas!

    • Catia Godinho 9 meses ago
      Reply

      Pensar nas nossas próprias necessidades, estarmos bem para sermos melhores. É um dos meus lemas mas ainda não o consigo fazer sempre… é uma aprendizagem e todos os dias servem de lição para se avançar 🙂

  2. Manuela Aguiar 9 meses ago
    Reply

    É verdade. Ser Mulher é uma missão difícil, da qual deveremos construir a nossa felicidade de viver!

    • Catia Godinho 9 meses ago
      Reply

Leave a Comment

Your email address will not be published.

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!