Dia Mundial da Criança – a nossa mãe é enfermeira

Dia Mundial da Criança

By

Neste dia mundial da criança podia escrever sobre o quão maravilhosos são os filhos, sobre o quão fantastico é ser criança ou ainda sobre a criança que há – ou deveria haver – em cada um de nós.

Mas o texto de hoje dedico aquelas crianças que não sabem o que é ser criança. Que não sabem o que é ser amada, ser protegida, ser aconchegada. Que ao invés disso, só sabem o que são maus tratos.

Hoje, algures no mundo, enquanto eu brincava com os meus filhos no jardim, um bebé da idade do Francisco era brutalmente espancado por quem o deveria proteger.

Hoje, algures no mundo, enquanto eu estava à mesa com os meus filhos para o nosso lanche-especial-dia-dos-filhos como lhe chamamos, uma criança da idade da Eva, estava a ser sexualmente abusada por quem deveria ser merecedor da sua confiança.

Hoje, algures no mundo, enquanto o Duarte apanhava a roupa do estendal comigo ao mesmo tempo que faziamos macacadas, uma criança da idade dele estava a ser insultada e humilhada por quem devia cuidar dela.

Hoje, Dia Mundial da Criança, enquanto eu contava a história da noite aos meus filhos, algures no mundo uma criança morria vítima de maus tratos infantis.

Anualmente, sgundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) a nivel mundial, cerca de 31 mil crianças com menos de 17 anos são vítimas de homicidio. Isto dá uma média de 85 mortes por dia por maus tratos infantis.

Segundo a UNICEF, a cada hora uma criança morre espancada, torturada ou queimada pelos próprios pais.

São números que doem. E doem porque não são numeros. São crianças. Da idade dos meus, da idade dos seus.

Neste Dia Mundial da Criança, só queria trazer mais um bocadinho de consciencialização para esta problemática tão actual que não conhece raça ou credo, idade ou género, classe social alta ou baixa.

Que os profissionais que interagem com as crianças possam e consigam detectar a tempo estas situações e intervir de forma eficaz, alterando mentalidades e comportamentos de quem nunca viu fazer de outra maneira, e pondo a salvo as crianças quando todas as outras formas de intervenção falham.

Neste Dia Mundial da Criança, deixo o meu maior respeito a todos estes meninos e meninas.
Assim vai a vida… aos olhos de uma enfermeira!

You may also like

2 Comments
  1. ana 2 anos ago
    Reply

    Mais um texto magnifico!!

    • Catia Godinho 2 anos ago
      Reply

      Obrigada Ana ☺

Leave a Comment

Your email address will not be published.

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!