Tenho 33 anos… – a nossa mãe é enfermeira

Tenho 33 anos…

By

Tenho 33 anos, e as vezes sinto-me velha.

Naqueles dias em que acordo mais cansada do que se tivesse feito um “Ironman”, em que não há paciência nem disposição para arranjar o cabelo ou fazer maquiagem, apenas o essêncial para sair de casa, uma roupa prática e confortavel, mas que quase parece que vesti um saco de batatas. Nesses dias em que me cruzo com quarentonas ou cinquentonas bem arranjadas e mais “enxutas” do que eu, sinto-me velha!

Sinto-me velha quando saio à noite com o marido, e as 02h começo a contar as horas que vou dormir se chegar a casa depois das 03h porque as 08h os miudos já estão acordados.

Sinto-me velha quando adormeço as 22h em frente à televisão.

Tenho 33 anos e dou por mim a pensar que se calhar já vivi metade da minha vida. Ou 3/4, ou se calhar apenas 1/3. Quem sabe?

Tenho 33 anos, e as vezes tenho saudades da minha infância, da minha adolescência. Dos amigos que ficaram para traz, e dos momentos tão bem vividos.

Tenho 33 anos e percebi que o que realmente faz falta é viver como se não houvesse amanhã. Aproveitar. Respirar o momento. Percebi que não mais quero viver focada o futuro, para o que vai acontecer na proxima semana ou no próximo mês. Porque a proxima semana ou o próximo mês podem não chegar nas mesmas condições que o “hoje”. Ou podem não chegar de todo. Quero viver o que tenho hoje. Quero estar com quem quer estar comigo, sem qualquer tipo de ressentimentos em relação aos outros.
Quero aproveitar aquilo que tenho sem estar sempre a pensar naquilo que ainda poderei vir a ter.

Tenho 33 anos e uma familia maravilhosa. Três filhos pequenos que exigem de mim tudo o que eu tiver para lhes dar. Que me cansam, que me deixam exausta, que me fazem sentir velha.

Mas, foram os mesmos filhos que me ensinaram que eu quero viver no dia de hoje. Graças a eles aprendi o luxo que é acordar de manhã e saber cada dia com eles será um dia único e especial, mesmo que à primeira vista seja um dia igual aos outros.

Graças a eles aprendi que a felicidade começa dentro de nós. Que a felicidade cabe num salto de trampolim ou num livro de histórias. Que a felicidade se alimenta de gargalhadas e xi-corações. Que a felicidade não se procura, vive-se!

Graças a eles descobri que viver a vida a “despachar” não é viver. É sobreviver.

Graças a eles e ao meu marido, por quem sou completamente apaixonada, descobri que sou a pessoa mais feliz do mundo.

Descobri que a vida não pára, que eles crescem demasiado rápido, e daqui a 10 ou 15 anos, quando eu for quarentona ou cinquentona, também eu terei mais tempo e disponibilidade para me arranjar todos os dias e estar “enxuta”, porque nessa altura os meus passarinhos já terão começado a voar.

Tenho 33 anos e descobri que estou em paz com a vida. Que o que vem de fora já não me afecta da mesma forma que há 5 ou 10 anos atras, simplesmente porque já não lhe atribuo o mesmo significado.

Tenho 33 anos, e descobri que não estou velha. Estou é mais madura e mais feliz!

Assim vai a vida… aos olhos de uma mulher!

You may also like

3 Comments
  1. Joaquim Fernandes 2 anos ago
    Reply

    Parabéns, e o resto é conversa!
    Beijos

  2. Maria Manuela Aguiar 2 anos ago
    Reply

    Vive um dia de cada vez, minha querida, sempre com as graças pelo que tens! Que é muito, como dizes, e reconheces. Os momentos mais difíceis são de toda a condição humana, mais acentuados nas personalidades sensíveis, que pensam muito, e muito bem. Por isso, a nova adordagem de mindfulness aconselha um momento diário de esvasiar a mente, tentando não pensar e focar-se num ponto do universo que te dê repouso…! Mas quando voltas tudo volta, porque és tu, com a tua personalidade, o teu corpo lindo, a tua forma despretenciosa de te arranjares, tão ” à frente”, avant garde. Tu és tu e sempre serás, e és uma Mulher encantadora e nada básica!!!
    Bom, hoje é dia de festa, pela maravilha da tua chegada à vida há 33 anos, a nova capicua do 3.
    Muitos parabéns para toda a Família, para os teus Pais, para o teu Homem, para os teus Filhos, para os teus Irmãos, para os teus Amigos, todos que tanto te adoramos! Bem vinda à vida e a tudo o que ela é! Espera-se a capicua do 4!

    • Catia Godinho 2 anos ago
      Reply

      Muito obrigada pelas palavras maravilhosas, que como sempre me enchem o coração Dra Manuela ❤

Leave a Comment

Your email address will not be published.

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!