Ser Mãe a tempo inteiro? Fui enganada!

By

Desde o nascimento do Francisco, fiquei com vontade de ser mãe a tempo inteiro. Achava mesmo que nesta altura da minha vida era isso que me iria encher as medidas: ocupar-me a 100% dos meus filhos. Passar mais tempo de qualidade com eles, menos stress, mais paciência. Sonhava com isto todos os dias… “ai se eu pudesse!”

De repente, numa dessas voltas que a vida dá, vi o meu sonho tornar-se realidade! Ainda fiz uns turnos aqui e ali até que acabei mesmo por ficar em casa. Queria tanto isto!

No entanto o sonho rapidamente perdeu o encanto… o tempo que eu achava que ia ter a mais para as crianças, passava-se no geral a arrumar, a limpar, a tratar da roupa.

O marido também faz, mas alguma vez eu consigo estar o dia todo em casa e deixar as coisas para fazer a noite quando ele chega??

Sinto que fui enganada. No meu sonho eu passava o dia a fazer activades girissimas com os miudos, a contar historias e a ir ao parque.
E agora, afinal, parece que tinha mais tempo de qualidade com eles quando trabalhava!

Não ajuda o facto de estar a trabalhar num projeto novo desde que fiquei em casa. Entre todo o trabalho que implica montar um negocio, fazer as formações necessárias – e estudar! – de facto muito do meu tempo também é aí investido!

Portanto, entre a casa e o trabalho-a-partir-de-casa, o tempo passa, eu ando stressada e frustrada porque não foi isto que eu imaginei, tenho menos paciência e há dias que se torna mesmo muito dificil de gerir tudo isto!

Percebi que, se há áreas em que sou fantástica, como dona de casa sou das piores que conheço!

Gabo as verdadeiras mães a tempo inteiro, que o fazem durante anos, muita vezes desvalorizadas, e que continuam a levantar-se de manhã, arranjar-se e sair à rua lindas e maravilhosas, com a casa (quase) sempre impecavel. Faço-lhes uma vénia!
Já eu, nos dias em que não há escola, sou capaz de passar o dia inteiro despenteada e em fato-de-treino (ou pior, em pijamaaaa!!) !

Com o meu projecto a ganhar forma, sinto que de facto o meu lado “profissional” é imprescindivel para que eu me sinta completa e feliz. Vou continuar a acompanhar os meus filhos, pois o trabalho não vai ocupar todo o meu dia. Vou continuar a ir buscá-los à escola para almoçar, a fazer os trabalhos com eles e a estar presente. Isso para mim é algo de que não poderia abdicar neste momento!

Percebi que, para mim, para a minha maneira de ser e de viver a vida, o importante é mesmo isso: um meio termo onde as minhas prioridades possam viver em harmonia!

E quem já esta a sentir pena dos meus filhos, calma! Eles também vão ficar a ganhar! Vão continuar a estar maioritáriamente com a mãe, mas uma mãe mais equilibrada, disponivel e feliz!

Felizmente tive oportunidade de ter esta experiência, caso contrario sei que passaria toda a minha vida a desejar ter sido mãe a tempo inteiro!

Esta experiência serve como crescimento e amadurecimento. Serve para me ajudar a viver plenamente todas as minhas vertentes, agora que sei que todas elas fazem realmente parte de mim!

Assim vai a vida… aos olhos de uma mãe!

You may also like

2 Comments
  1. luci 11 meses ago
    Reply

    Mais um texto maravilhoso, és um ser humano especial..
    A vida só poderá sorrir para ti.
    Obrigada pela partilha das tuas palavras.

    • Catia Godinho 11 meses ago
      Reply

      Obrigada minha querida ❤❤❤

Leave a Comment

Your email address will not be published.

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!